Especialistas estrangeiros debateram o uso do BIM durante workshop em São Paulo


(PINIweb) – 26/07/11

Rafael Sacks, professor do Instituto de Tecnologia de Israel, ainda apresentou um novo sistema de controle em canteiro de obras baseado no Building Information Modeling, chamado KanBIM

Especialistas estrangeiros debateram o uso do BIM (Building Information Modeling, ou, em português, Modelagem da Informação da Construção) no Workshop BIM Avançado, realizado na última segunda-feira (25), em São Paulo.

Com a ferramenta, arquitetos, engenheiros e construtores trabalham juntos criando, trocando e gerenciando modelos da edificação. Os agentes usam diferentes tipos de ferramentas BIM para as tarefas pelas quais são responsáveis. Porém, a exportação de dados entre os programas por meio do IFC (Industry Foundation Classes) e a falta de bibliotecas de componentes compatíveis com o mercado brasileiro, são os principais entraves apontados pelas empresas para a expansão do conceito no Brasil.

Consultor sobre BIM na Gafisa, Jan Reinhardt, engenheiro da Adept Design Delivery, minimiza esses problemas. Segundo ele, no início da implantação do sistema a construtora enfrentava a dificuldade de representar a alvenaria, o chapisco e a cerâmica, que não estão disponíveis na biblioteca de componentes. A equipe decidiu então representar os componentes por meio de três camadas, como se fossem paredes. Em paralelo, foi criado um catálogo para mostrar como os objetos foram representados e que tipo de IFC foi utilizado. “O IFC só é um problema se as empresas não souberem o que é importante para a detecção de incompatibilidades”, acredita. “Além disso, ao ver nosso problema, o fabricante se dispôs a desenvolver uma tecnologia para melhorar isso. Então, foi uma experiência muito positiva”, analisa Reinhardt.

Para Charles Eastman, professor do Instituto de Tecnologia da Georgia, apesar de desafiante, o BIM deve começar a ser utilizado pelas empresas mesmo que aos poucos. “O BIM é uma tecnologia aberta que está se expandindo em todo o mundo. Sua implantação deve mudar as práticas internas dos escritórios de arquitetura e de projetos. Mas é preciso começar simples: primeiro praticar a geometria para depois partir para a inserção de informações e para as análises mais avançadas”, indica Eastman.

BIM no canteiro de obras
Além do projeto, os modelos BIM já são úteis também para o aperfeiçoamento do planejamento e controle de obras, transmitindo informações sobre o produto e o processo de produção diretamente às equipes no canteiro, apoiando a alocação de mão de obra e minimizando as perdas decorrentes de esperas, retrabalho e problemas de qualidade. “A complexidade das construções só vem aumentando e isso cria um problema maior de coordenação, que pode ser resolvida com o conceito BIM”, acredita o professor Rafael Sacks, do Instituto de Tecnologia de Israel (Technion).

Sacks apresentou um novo sistema de controle em canteiro baseado em BIM, chamado KanBIM. O sistema é disponibilizado para que os líderes de equipes em canteiros acessem as tarefas atualizadas e o “status” das informações de consumo de materiais, além dos mais recentes detalhes de projeto. O equipamento também permite que as equipes relatem o “status” do seu próprio trabalho, descrevendo, se necessário, problemas ou pedindo mais informações em tempo real.

“Há muito desperdício porque a mão de obra está despreparada. Esse software permite que as pessoas visualizem não só o projeto no canteiro de obras, como também as atividades que devem ser desenvolvidas naquela semana, melhorando o planejamento”, explica o professor. O KanBIM está em fase de testes e ainda não é comercializado.

O Workshop BIM Avançado foi promovido pelo Grupo Interinstitucional sobre BIM, que é formado pelo SindusCon-SP, Secovi-SP, Abece, AsBEA, Abrasip e Agesc, além da Poli-USP e da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s