Analise do edifício COPAN/SP


(GALVÃO, Walter José Ferreira, ORNSTEIN, Sheila Walbe)

Projetado na década de 50 do século XX por Oscar Niemeyer, o edifício COPAN surgiu como um monumento aos paradigmas da capital paulista naqueles anos: verticalização, adensamento populacional, dentre outros. Na década de 80 do século XX o COPAN entrou num processo de degradação, acompanhando a decadência do próprio local onde o edifício se localiza, o centro novo de São Paulo, fato que já ocorria desde final dos anos 60. Grandes empresas, bancos, comércio de luxo, hotéis e equipamentos de lazer saíram da região e, com eles, o interesse imobiliário. A partir da última década do século XX o poder público começou um processo de revitalização do centro de São Paulo e busca investidores e parceiros nesta intenção. A reintrodução do uso habitacional na região também faz parte desta revitalização, sendo necessário a verificação das potencialidades dos edifícios antigos existentes de atrair o interesse de proprietários, moradores e do mercado imobiliário na sua recuperação e manutenção. O reaproveitamento dos edifícios antigos acrescentaria o caráter sustentável na busca de recuperação da região. Utilizandose dos métodos e técnicas de Avaliação Pós-Ocupação (APO) este trabalho tem como objetivo avaliar O COPAN num dos mais expressivos e atrativos itens de desempenho: as condições funcionais dos apartamentos.

Leia mais: http://www.usp.br/nutau/CD/129.pdf

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s