Operação embarga e interdita obras em Vila dos Atletas e Parque Olímpico


(O Globo) – 10/05/16

Uma operação da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE-RJ) nesta segunda-feira embargou a obra de instalação de uma torre de TV no Parque Olímpico da Barra, na Zona Oeste do Rio. Além disso, houve duas interdições em pontos de escavação na Vila dos Atletas, que receberá os competidores nas Olimpíadas de 2016. As obras, ligadas à Prefeitura do Rio, não apresentavam condições de segurança para os operários.

De acordo com o superintendente Robson Leite, a operação foi motivada pelo número de operários mortos em obras olímpicas: foram 11 desde o início das construções. Além de embargado, o canteiro da torre de TV, de responsabilidade da empresa GypService, ainda passou por duas interdições, para trabalho em andaime e em altura. Já as interdições na Vila dos Atletas foram voltadas para tarefas de escavação e de trabalho em espaço confinado.

No caso da Vila dos Atletas, a obra de escavação já havia passado por uma interdição na última semana. No entanto, quando retornou para fiscalizar o local, Leite disse ter encontrado a obra acontecendo normalmente, o que ele classificou como um “crime”.

— O que a gente percebe claramente é um descumprimento sistemático de normas técnicas. Isso vem se acentuando à medida que as obras chegam ao fim. Nós sabemos que tem Olimpíada e da importância disso para o país. Não queremos atrasar as obras, mas não abrimos mão da segurança e da saúde do trabalhador — afirmou.

Em nota, a Fundação Geo-Rio, ligada à Prefeitura do Rio, informou que já orientou à construtora Erwil, responsável pelas obras interditadas na Vila dos Atletas, que “acate imediatamente as providências de segurança solicitadas pelo Ministério do Trabalho”. O comunicado informa que dois pontos de escavação foram isolados, e uma reunião decidirá os ajustes necessários para que a obra continue.

Segundo Leite, depois que a Prefeitura entregar documentos informando que ajustes serão feitos, a SRTE-RJ tem um prazo de até 72h para terminar as interdições e o embargo. O objetivo, contudo, é que essa análise seja feita antes do limite do prazo, para não atrasar as obras olímpicas.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s