BTG compra 20% da CredPago, a ‘proptech’ da fiança…


(Brazil Journal) – 17/02/20

O BTG Pactual comprou 20% da CredPago, uma startup que agiliza a locação de imóveis vendendo fiança para inquilinos.

A CredPago foi fundada em 2016 por sócios com 25 a 30 anos de experiência no mercado imobiliário e tinha 44 mil clientes ativos em janeiro deste ano (10 vezes o que tinha em janeiro de 2018).

A CredPago oferece ferramentas gratuitas às imobiliárias — como simulador de crédito, assinatura digital, análise de renda e score para identificar os imóveis compatíveis com o potencial locatário — mas vende seu produto ao inquilino.

“Somos um produto B2B2C: as imobiliárias são os influenciadores para chegarmos ao cliente final,” diz Sandro Westphal, um dos sócios da CredPago e ex-CEO de duas das maiores incorporadoras do sul do País, a Tha e a Embraed.

Para obter uma fiança num banco tradicional, o inquilino precisa apresentar seu holerite, extratos bancários e outras formas de documentação.

Na CredPago, o processo é mais simples e ágil. Usando apenas o CPF do cliente, o algoritmo busca 180 dados do cliente em bureaus de crédito, analisa e aprova a fiança instantaneamente. A fiança — 8% do valor do aluguel — é cobrada em 12 vezes no cartão de crédito do inquilino.

Ao contrário do QuintoAndar, que substitui as funções de uma imobiliária usando processos digitais, a CredPago “oferece uma solução pró-mercado para empoderar as imobiliárias,” diz Westphal.

Em apenas quatro anos, a CredPago já se tornou a segunda maior companhia de “garantias pagas” no Brasil (depois da Porto Seguro), uma categoria que inclui seguro fiança, título de capitalização que servem como fiança, depósitos-caução e fiança bancária. A companhia espera faturar mais de R$ 100 milhões em 2020.

No Brasil, há 44 mil imobiliárias, das quais 16 mil trabalham apenas com locação — a área de atuação da CredPago. Destas 16 mil, 9 mil já estão na base da empresa, que opera em 300 municípios de 19 estados, sempre por meio de parcerias com as principais imobiliárias de cada região.

Cerca de 17% de todas as moradias no Brasil são alugadas, um mercado de R$ 150 bilhões/ano relativamente imune a crises. (Como a fiança custa 8% do aluguel, o mercado potencial é de R$ 12 bilhões.)

Para efeito de comparação, o faturamento combinado de todas as empresas que operam com garantias pagas não chega a R$ 1 bilhão.

Mas qualquer estimativa de tamanho de mercado é apenas uma fotografia. Além de ser reajustado todo ano pela inflação, o bolo de alugueis cresce (também) graças à maior adesão do público jovem ao aluguel. Em 2018, o número de moradias locadas cresceu 5% sobre o ano anterior.

Leonardo Felix, o sócio responsável pelas áreas de corporate e insurance do BTG, disse que o banco ainda vai explorar as sinergias que existem entre o negócio da CredPago e o banco. Mas desde já, a CredPago vai substituir a fiança tradicional por apólices de seguro de garantia financeira emitidas pela seguradora do BTG.

O banco também quer levar a CredPago para os outros países da América Latina onde tem operações.

Uma outra fronteira de crescimento: a companhia está prestes a lançar um app para permitir que as imobiliárias e os 350 mil corretores com CRECI ativo no Brasil acompanhem a toda a jornada dos clientes de forma digital.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.