Empresas encontram novas formas de comercializar imóveis no metaverso


(Estadão) – 24/06/22

A plataforma é o assunto do momento e já se transformou em uma forma de marcas e empresas usam metaverso para fazerem ações e negócios. A proposta se comporta como um jogo: Fortnite, Freefire, GTA ou Tony Hawk, onde você controla um personagem, pode escolher visual, cor da pele e vestuário, compondo um avatar de si mesmo.

No metaverso, o avatar é uma extensão sua dentro do mundo virtual e lá você está livre para conhecer pessoas, participar de eventos, shows, reuniões, fazer compras, etc.

Uma das empresas que já estão explorando essa possibilidade é a eXp Realty, imobiliária digital global fundada em 2008 e que atua em alguns dos principais Estados do Brasil desde 2021. A companhia busca agora fazer a comercialização de imóveis de bloco usando a plataforma do Metaverso.

Segundo o novo Country Manager da companhia no Brasil, Claudio Hermolin, a eXp vai permitir que corretores consigam vender imóveis em todos os 21 países onde a empresa atua, fazendo intercâmbio com colaboradores em um único time. Outro diferencial da empresa no metaverso é a liberdade geográfica de espaços e de horários, por estar em uma plataforma no metaverso.

“Enquanto algumas imobiliárias fazem uma divisão de meio a meio, aqui, por sermos digital, não termos um espaço físico e custos, o split inicial é de 70% para o corretor e 30% para a eXp. E, de acordo com as negociações, essa divisão pode chegar a até 95% para o corretor e 5% para a eXp”, afirma. A empresa também apresenta a possibilidade de usar e/ou trocar suas comissões por ações da empresa.

Além disso, a instituição oferece ferramentas próprias e cursos na Universidade eXp, para o suporte ao colaborador. E atendimento em tempo real, caso haja interesse ou necessidade de falar com alguém da empresa. “Isso favorece a possibilidade e o interesse de corretores estarem conosco dentro de um portal global, com possibilidades de transações em vários países”, conta.

Festa e venda de NFT no metaverso

Outra brasileira que está no metaverso é a Housi. A empresa, que oferece residências por assinatura, anunciou parceria com a MetaMundi no primeiro empreendimento no metaverso: um prédio de três andares em Decentraland que já replica experiências oferecidas no mundo real. Festas na piscina, cursos, shows, encontros com celebridades e baladas estão no cardápio da empresa. Omo, Rappi e Magazine Luiza estão entre as empresas que participarão dos eventos virtuais em parceria, com happy hours, caças ao tesouro e palestras.

Em maio deste ano a iniciativa já atraiu investidores: a empresa foi a primeira do Brasil a vender um imóvel no metaverso. O comprador adquiriu uma unidade do ON Jardins Powered By Housi. A oferta no metaverso também inclui a comercialização de obras de arte em parceria com o artista Beto Gatti, pelo marketplace NFTrend.

Os NFT’s – Non Fungible Token ou Token Não Fungível – são produtos marcados por tokens ou códigos numéricos com registro de transferência digital que garantem autenticidade aos seus donos. Na prática, eles funcionam como itens colecionáveis que não podem ser reproduzidos, mas sim transferidos.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.