Tesis, Poli-USP, Comgás e outras entidades desenvolvem sistema de medição individualizada de gás e água


(PINIweb) – 11/11/10

Mecanismo conta com unidades de medição dos insumos água, gás, controle de incêndio e regulagem de pressão

Unidade de Medição Integrada
Unidade de Medição Integrada (UMI) para edifícios

De modo a facilitar a medição do uso de gás e água de apartamentos, a Comgás, em parceria com a Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP), com a Fundação para o Desenvolvimento Tecnológico da Engenharia (FDTE), com a Sabesp e com a TESIS Tecnologia e Consultoria de Sistemas em Engenharia, desenvolveu uma Unidade de Medição Integrada (UMI) para edifícios. A UMI consiste em um espaço técnico de integração das unidades de medição dos insumos água, gás, controle de incêndio e regulagem de pressão, quando necessário.

Os medidores de gás se localizam na região inferior da unidade, permitindo a visualização para leitura realizada pelo funcionário da Comgás para emissão da conta individualizada. A área de medidores de água fica na parte superior da UMI, pois a leitura é feita à distância pela Sabesp.

Segundo Carla Sautchuk, coordenadora do projeto pela Tesis, é recomendável a utilização de sistemas ponto a ponto com materiais flexíveis para a alimentação de gás dos apartamentos, de forma a reduzir o número de conexões, aumentando-se assim a segurança do sistema.

Entre os medidores, há espaço suficiente para colocação de válvulas redutoras de pressão no andar, se necessário. Assim, as possibilidades de locação de abrigos são padronizadas, os espaços que estariam vazios são aproveitados e ao mesmo tempo, concentram-se os gerenciamentos de dados de insumos de uma unidade habitacional, bem como do pavimento.

Este espaço deve ser de acesso livre para as concessionárias e corpo de bombeiros, com visibilidade por parte do usuário e/ou concessionária, das partes frontais dos visores dos medidores, caso seja necessário.

O primeiro projeto da UMI alcança 2,5m de altura, mas deverá ser adaptado para alcançar o tamanho do pé direito do hall, e ocupa uma área de 85cm x 60cm. A intenção é que os arquitetos já tenham em mente um espaço para a UMI durante a concepção do projeto arquitetônico. Carla ressalta o fato de que a UMI padroniza as necessidades de espaço, garantindo maior área vendável.

A continuidade do projeto irá desenvolver peças de acoplamento entre andares, considerando a variabilidade do pé direito, tipos de abrigo com diferentes materiais, sistemas de fixação das tubulações e seus componentes e por fim, matriz de alternativas contemplando diferentes sistemas (4 a 8 apartamentos por andar, sistemas de aquecimento de água etc). Além disso, serão estudadas formas de produção da UMI em canteiro central ou industrializada, com aferição da produtividade na execução através da aplicação em uma obra na cidade de São Paulo.

Um comentário sobre “Tesis, Poli-USP, Comgás e outras entidades desenvolvem sistema de medição individualizada de gás e água

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.