Um fundo imobiliário de quase R$ 1 bi de olho na Faria Lima — literalmente


(O Globo) – 24/06/20

Esmagados pela pandemia, os fundos imobiliários começam a renascer, impulsionados por juros cada vez mais baixos. Apostando nesse apetite, o novo VBI Prime Properties (PVBI11) vai tentar levantar junto aos investidores algo na faixa de R$ 850 milhões nas próximas semanas, naquela que pode ser a maior oferta do ano.

Apesar da dúvida que paira sobre o futuro das lajes corporativas depois de a pandemia ter normalizado o home office e dos próprios riscos que o coronavírus ainda representa, o plano do fundo é usar os recursos para comprar duas propriedades de altíssimo padrão, uma delas no coração financeiro de São Paulo, a região da Av. Brigadeiro Faria Lima.

Um dos alvos é o número 4.400 da avenida, cujos andares estão alugados a empresas como o banco suíço UBS, o family office BW Gestão (que administra a fortuna da família Moreira Salles) e a gestora RB Capital. O plano é pagar R$ 350 milhões por metade do prédio, que pertence hoje a outro fundo imobiliário, que será encerrado.

Além disso, o FII vai adquirir todo o Edifício Park Tower, prédio de escritórios de padrão “triple A” na Av. Brigadeiro Luiz Antonio, no Jardim Paulista. O endereço já tem como inquilina a Prevent Senior, que opera planos de saúde para idosos e entrou para o noticiário com a pandemia do coronavírus. A transação está estimada em R$ 422 milhões. Atualmente, a dona do Park Tower é a CBLA Empreendimento Imobiliário.

O período de reserva para investidores começou esta semana, e o processo deve ser concluído em meados do mês que vem. Quem acompanha o trâmite conta que a gestora do fundo está reduzindo algumas de suas taxas na tentativa de atrair investidores com uma rentabilidade mínima de 6,7% ao ano, acima da média de 5,5% oferecida por outros fundos de escritório.

Dado o tamanho da oferta, a XP topou integrar um consórcio de coordenadores da emissão, ao lado de Safra e Itaú BBA, que lidera o grupo. A corretora de Guilherme Benchimol não costuma dividir esses esforços de distribuição de fundos imobiliários, mas foi convencida pelas atuais condições de mercado: seria difícil captar sozinha R$ 850 milhões.

Antes do coronavírus, esperava-se que os FIIs captassem de R$ 25 bilhões a R$ 30 bilhões este ano. A pandemia atrapalhou os planos, mas gestores estimam que 2020 terminará o ano com pelo menos R$ 15 bilhões, graças ao aquecimento que o segmento vem demonstrando nas últimas semanas.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.