Governo consegue acordo para distratos

(Estadão) - 06/07/17 O governo está prestes a fechar uma proposta de regulamentação dos distratos – o nome que se dá quando há desistência da compra ou venda do imóvel na planta. Pela primeira vez, construtoras, incorporadoras, ministérios da área econômica e até mesmo os representantes dos consumidores chegaram a um acordo nos principais pontos … Continue lendo Governo consegue acordo para distratos

Sem consenso, construtora PDG pode refazer plano de recuperação

(Estadão) - 06/07/17 Empresa não deverá conseguir incluir dívida de empreendimentos no plano por oposição de parte de bancos credores A construtora PDG Realty e alguns dos principais bancos credores ainda não chegaram a um acordo sobre quais empreendimentos poderão fazer parte do processo de recuperação judicial da incorporadora, apurou o Estadão/Broadcast. Os bancos têm … Continue lendo Sem consenso, construtora PDG pode refazer plano de recuperação

Saneamento: regulação e financiamento devem caminhar juntos

(CBIC) - 04/07/17 O presidente da COP – Comissão de Infraestrutura da CBIC, Carlos Eduardo Lima Jorge, participou no último dia 3 na sede da Fundação Getúlio Vargas (FGV) no Rio de Janeiro, do workshop Saneamento e Recursos Hídricos – Aspectos Regulatórios. Promovido pelo Centro de Estudos em Regulação e Infraestrutura da FGV e pela … Continue lendo Saneamento: regulação e financiamento devem caminhar juntos

Araucárias de 18 metros e 40 anos são transplantadas em Piracicaba

(G1) - 31/07/2013 Os exemplares estavam nos fundos de uma empresa no bairro Conceição. Remoção custou cerca de R$ 50 mil e exigiu guindaste de 250 toneladas. Uma araucária (espécie de pinheiro comum no Paraná) de 18 metros foi transplantada nesta quarta-feira (31) em Piracicaba (SP). O exemplar é um dos poucos existentes na cidade, … Continue lendo Araucárias de 18 metros e 40 anos são transplantadas em Piracicaba

Conheça o futuro túnel mais longo da América Latina que vai ligar Chile e Argentina – e ainda terá conexão com o Brasil

CIVILIZAÇÃO ENGENHEIRA

Ligar três diferentes países e, como consequência, as oportunidades de negócio entre ambos é um desafio, mas que vai se tornar possível com a criação de um túnel de conexão entre Chile, Argentina e Brasil. Por aqui, a ligação seria com a cidade de Porto Alegre. Já pensou como será a construção de um túnel tão extenso?

Ver o post original 650 mais palavras

Economia criativa e inovação para criar lugares melhores para se viver

(By Caio Esteves In Inovação - Futuro das coisas) 2/07/2017 Por muito tempo, imaginou-se que o turismo seria a única possibilidade de “marcarmos” um lugar, uma ideia que favorecia o hardware dos lugares, ou seja, seus aspectos físicos. Era preciso que um lugar fosse “belo” para que pudesse ser trabalhado. Em outras palavras, se sua … Continue lendo Economia criativa e inovação para criar lugares melhores para se viver

Rossi quita dívida de R$ 110 milhões com RB Capital

(Valor Econômico) - 29/06/17 A Rossi Residencial quitou dívida de R$ 110 milhões com a RB Capital por meio de dação de imóveis prontos. A operação possibilita diminuição imediata de sua alavancagem, despesas financeiras e custo de carregamento de estoque, segundo a Rossi. A dívida resultou de operações de crédito contratadas desde 2011, em que … Continue lendo Rossi quita dívida de R$ 110 milhões com RB Capital

Curitiba e região terão 5 novos shoppings; saiba como está a situação de cada um

(Gazeta do Povo) - 27/06/17 Próximo empreendimento deve abrir as portas já no início de 2018. Para a maioria, no entanto, será preciso esperar um pouco mais As opções de shoppings em Curitiba e Região Metropolitana devem crescer a partir do próximo ano, já que cinco novos empreendimentos são prometidos para a capital. No entanto, … Continue lendo Curitiba e região terão 5 novos shoppings; saiba como está a situação de cada um

Como foi construído o primeiro metrô do mundo?

CIVILIZAÇÃO ENGENHEIRA

Ele foi construído em Londres, há mais de 150 anos. O trecho inaugural tinha 6 quilômetros de extensão, que foram abertos seguindo o traçado das ruas do centro da capital inglesa, o que facilitou bastante as obras. Logo essa linha pioneira se transformou numa malha metroviária para valer. Ainda em 1900, já eram sete linhas e 84 estações – bem mais do que o metrô de São Paulo hoje. A construção desse novo sistema de transporte foi essencial para Londres, a maior cidade do mundo na época. Só ao longo do século 19, a metrópole passou de 1 milhão de habitantes para 6,5 milhões. Por volta de 1850, o trânsito de pedestres, cavalos e carroças já estava insuportável – ainda mais que o odor do “escapamento” de tantos cavalos não devia ser dos mais agradáveis… Para acabar com o tormento, a administração local pensava em uma forma de levar para…

Ver o post original 433 mais palavras