Steel frame: Acabam de sair do papel as primeiras casas de interesse social da CDHU/SP construídas com sistemas leves


(Téchne, Silvana Maria Rosso) – 20/02/10

As primeiras casas de interesse social construídas em steel frame ficaram prontas em Avaré, no interior de São Paulo, em um novo empreendimento da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo). Esse é mais um esforço no sentido de “industrializar a habitação popular”, destaca o engenheiro João Abukater Neto, diretor técnico da CDHU.

São 22 casas de 42 m² – com sala e cozinha conjugadas, quarto e banheiro, ao custo unitário de R$ 44.300 – que fazem parte da primeira Vila Dignidade, um programa habitacional voltado ao atendimento de idosos que visa à construção de moradias com áreas de convivência social em pequenas vilas.

O programa, criado com o Decreto nº 54.285, de 29 de abril de 2009, é uma parceria entre a Secretaria Estadual da Habitação do Estado de São Paulo, a CDHU, a Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social, a Secretaria Estadual de Economia e Planejamento, a Secretaria Estadual da Cultura, o Fussesp (Fundo de Solidariedade e Desenvolvimento Social e Cultural do Estado de São Paulo) e as prefeituras dos municípios paulistas.

A Vila Dignidade cede os direitos de uso das unidades a idosos que correspondam a um determinado perfil, criando a oportunidade para o steel frame ser testado em empreendimentos de baixa renda e de se acabar com o preconceito contra sistemas construtivos leves e industrializados.

A CDHU, que é responsável pelo projeto, construção e manutenção do sistema, entrega a vila para a prefeitura participante do programa, que assume a sua conservação corriqueira. O IPT realizou os ensaios de desempenho dos sistemas qualificados pelo Qualihab (Programa da Qualidade da Construção Habitacional do Estado de São Paulo) e, durante a obra, fará o monitoramento posterior do uso e da manutenção; a CDHU corrigirá os possíveis problemas, possibilitando o aperfeiçoamento do sistema construtivo.

Na primeira etapa serão investidos R$ 10 milhões e construídas 10 vilas. Cada unidade de 42 m² sai ao custo de R$ 44,3 mil.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s