Imóvel popular força maior expansão


Cristiano Viana
21/02/2008 18:25

A forte expansão geográfica registrada nos últimos dois anos entre grandes players do mercado imobiliário como Gafisa, MRV, Rodobens e Rossi Residencial continuará este ano, tendo como o principal motor os investimentos das empresas em lançamentos populares. Ao longo do ano, as dez maiores construtoras e incorporadoras do País devem lançar cerca de 140 mil novas unidades habitacionais neste segmento, segundo estimativa do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi), que projeta um crescimento de 15% a 20% deste mercado.

A Gafisa, que passou a investir no setor com as subsidiárias Fit Residencial, para lançar imóveis econômicos em regiões metropolitanas, e Bairro Novo, joint venture formada com a Odebrecht para projetos residenciais em áreas menos urbanizadas, vem apostando nesse modelo de parceria para alcançar novas praças e ampliar ainda mais seu estoque de terrenos. Até o mês de setembro, 51% dos lançamentos da incorporadora foram feitos fora de São Paulo. No mesmo período, 61% do banco de terrenos também está fora do eixo Rio-São Paulo. “Em 2008, além de consolidar nossa presença nos estados em que já atuamos, vamos continuar o trabalho de expansão, seja para outros estados, seja para outras cidades nos estados em que já estamos. Também vamos avaliar a entrada em outras cidades fora das capitais”, explica Antônio Ferreira, diretor de Novos Mercados da Gafisa.

A companhia está presente em 19 estados, com predomínio das marcas voltadas ao médio e alto padrão Gafisa e Alphaville, adquirida há um ano e que garantiu presença em 16 estados.

No entanto, com a aquisição da Cipesa, no ano passado, a companhia estenderá sua atuação no segmento popular, através da Bairro Novo, a 118 regiões nos estados de Alagoas e Sergipe. Líder no mercado de Alagoas, a incorporadora acrescentou R$ 1,1 bilhão ao banco de terrenos da Gafisa, que até setembro totalizava R$ 8,9 bilhões. “A Bairro Novo é o Alphaville com a Fit em cima”, definiu Roberto Senna, diretor da empresa, durante uma apresentação a analistas de mercado. A explicação refere-se ao fato de a companhia atuar com planejamento urbanístico, assim como a Alphaville faz no segmento de alto padrão, porém no segmento popular.

Embora tenha terrenos, a empresa só fez um lançamento em Cotia (SP) e está prestes a lançar o segundo em Camaçari (BA), conforme adiantado pelo DCI em novembro.

Com oito meses de existência e foco em áreas já urbanizadas, a Fit Residencial iniciou sua expansão chegando a Curitiba (PR), Belém (PA) e Maceió (AL). “Em 2008, pretendemos continuar este avanço, seguindo o que a Gafisa vem fazendo, ou seja, usando as parcerias”, adianta Daniela Ferrari, diretora da Fit Residencial, que até setembro totaliza um estoque de terrenos de R$ 560 milhões.

A subsidiária seguiu as parcerias firmadas pela Gafisa com Franere Construções, no Maranhão, Premium Incorporação, no Pará, grupo Marcos, em Goiás, Cipesa, em Alagoas e com a OAS, em Salvador. “Nessas cidades havia poucos produtos para o segmento econômico, com bons prazos de financiamento. Eles tiveram resultados muito interessantes para a empresa”, completa a diretora.

Rodobens

Após ter iniciado sua expansão pelas Regiões Sul e Sudeste e concentrado sua atuação em cidades do interior, aos poucos a Rodobens Negócios Imobiliários começa a se expandir para novas regiões. Em 2007, a empresa fez sua estréia na Região Nordeste, com um lançamento em Fortaleza (CE), e afirma estar à procura de terrenos na Bahia e no Mato Grosso do Sul. No último trimestre do ano passado, a companhia adquiriu 14 terrenos em 13 cidades e oito estados. “Começamos a atuar no Nordeste e temos terrenos e projetos lançados em Várzea Grande e em Cuiabá (MT). Também temos a intenção de atuar na Bahia e no Mato Grosso do Sul, onde estamos prospectando áreas. Tivemos boa aceitação nas regiões onde entramos em 2007”, diz Jamil Nassif, diretor administrativo da Rodobens.

MRV

Uma das líderes do segmento popular e pioneira na estratégia de expansão, a mineira MRV, afirma que irá reforçar sua atuação nos estados em que está presente, buscando novas cidades, porém com menor intensidade do que a expansão realizada nos últimos dois anos. A construtora fechou 2007 com a atuação em 54 cidades e um estoque de terrenos superior a R$ 11 bilhões, 63% deles localizados em cidades do interior e 37% em capitais e cidades de regiões metropolitanas.

“Entraremos em estados novos, mas já temos um grande volume global. Do ponto de vista econômico, já estamos nos principais mercados em relação a população e renda”, disse Leonardo Corrêa, vice-presidente da MRV.

Questionado sobre a busca de mercados fora do Brasil, o executivo reafirma o interesse pela demanda interna. “Ainda não estamos considerando outros países para a nossa expansão. Há muita coisa no Brasil para darmos esse passo”, completa, considerando que os bons resultados da empresa devem-se à combinação da oferta de um produto padronizado com a avaliação das regiões.

A forte expansão geográfica registrada entre grandes players do mercado imobiliário, como Gafisa, MRV, Rodobens Negócios Imobiliários e Rossi Residencial, continuará este ano, tendo como o principal motor os investimentos em lançamentos populares. Ao longo do ano, as dez maiores construtoras e incorporadoras do País devem lançar 140 mil novas unidades habitacionais neste segmento, segundo estimativa do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi), que projeta um crescimento de 15% a 20%.

Apostando em joint ventures e parcerias para alcançar novas praças e ampliar seu estoque de terrenos, a Gafisa estima manter a estratégia. “Vamos continuar o trabalho de expansão, seja para outros estados, seja para outras cidades nos estados em que já estamos. Também vamos avaliar a entrada em outras cidades fora das capitais”, explica Antônio Ferreira, diretor de Novos Mercados da empresa.

A Rossi Residencial, que lançou 2.142 unidades no segmento popular, também intensificou sua expansão geográfica com o acréscimo de nove cidades em seu estoque de terrenos. Com isso, a companhia encerrou 2007 presente em 52 cidades e 14 estados do Brasil.

Com atuação especializada neste segmento, a Rodobens Negócios Imobiliários e a MRV também apostam nas novas regiões. Após estrear no Nordeste pelo Ceará, a Rodobens está prospectando terrenos na Bahia e no Mato Grosso do Sul. Em 54 cidades, a MRV diz que ainda há muito território no Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s