Dilma diz que Curitiba é bem cotada para receber recursos para o metrô


(Agência de Notícias da PMC) – 12/07/2011

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (12) que Curitiba está muito bem cotada para receber recursos do Governo Federal para a construção do metrô. A afirmação foi feita em entrevista à Rádio Banda B, na cidade de Francisco Beltrão, no Sudoeste do estado, onde a presidente lançou o Plano Safra da Agricultura Familiar 2011/2012.

De acordo com a presidente, o anúncio sobre os projetos que receberão recursos do PAC da Mobilidade das Grandes Cidades deve acontecer nas últimas semanas de agosto. “Já estamos com o projeto em mãos e vamos analisar com nossas equipes técnicas quais cidades vão receber a verba. Curitiba está muito cotada nesta lista”, disse Dilma à Rádio Banda B.

O projeto do metrô de Curitiba inscrito no PAC da Mobilidade é para a primeira fase da Linha Azul, que liga a CIC ao Centro da cidade. “Curitiba tem o melhor e mais adiantado projeto e também temos pouquíssimos casos para desapropriação de terrenos. Tudo isso nos coloca em vantagem em relação às demais cidades que disputam recursos do governo federal”, afirmou o prefeito Luciano Ducci, durante apresentação do projeto em reunião Sinduscon-PR (Sindicato da Indústria da Construção Civil no Paraná) no início deste mês.

Com 14,2 quilômetros de extensão, e 13 estações, desde a CIC-Sul a Rua das Flores, a primeira fase do metrô curitibano, chamada Linha Azul, está orçada em R$ 2,25 bilhões. A frota terá 18 trens, compostos de cinco carros cada, com capacidade para 1.450 passageiros. Cada trem tem capacidade equivale a um ônibus biarticulado.

Norte-Sul – O custo total do metrô curitibano é estimado em R$ 3,25 bilhões para 22,4 quilômetros em toda a sua extensão, desde o Terminal CIC-Sul (no cruzamento do Contorno Sul com a BR-116) ao Terminal Santa Cândida, no Norte da cidade. Serão 21 estações para veículos compostos por cinco carros e capacidade para 1.450 passageiros.

A única desapropriação prevista será para a construção do complexo CIC-Sul, perto do Contorno Sul, perto da estação. No local ficará o pátio de manobra dos trens, as salas de controle e também áreas de manutenção.

O trajeto do metrô será por baixo da canaleta do ônibus expresso que liga o Sul ao Norte da cidade. E este é o grande diferencial do projeto de Curitiba, pois a canaleta desativada e transformada num grande corredor para pedestres e numa ciclovia, tendo ainda outro modal de transporte.

Metrô de Curitiba em números
Extensão: terá 22 km (3 km em via elevada e 19 km subterrâneos)
Ligação: do Terminal CIC-Sul ao Terminal Santa Cândida
Estações: 21 estações, espaçadas em média a uma distância de 1 quilômetro
Itinerário: A partir da BR, será sob a Rua André Ferreira Barbosa, numa extensão de 2km até a Av. Winston Churchill, e por ela, sob a canaleta do ônibus expresso, até o Terminal Capão Raso; sempre sob a via, seguirá pela Av. República Argentina e Av. Sete de Setembro, até a Praça Eufrásio Correia. A partir da Praça, seguirá pela Rua Barão do Rio Branco e Riachuelo até a Av. João Gualberto e Av. Paraná, até o Terminal Santa Cândida.
Investimentos: Total: R$ 3,25 bilhões
Primeira fase – R$ 2,25 bilhões (do Pinheirinho a Rua das Flores | 13 estações, 14,2 km).

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s