Brasil terá casa ecoeficiente criada a partir de crowdsourcing


(Arcoweb) 25/09/2015

Uma plataforma online permite que pessoas do mundo todo compartilhem ideias e informações para a construção

O Studio Arthur Casas, autor do Pavilhão do Brasil na Expo Milão 2015, assina o projeto arquitetônico da “Casa do Futuro”, empreendimento da empresa Enel Brasil que Uma plataforma online foi criada em novembro do ano passado para receber ideias e informações que colaborassem com a proposta sustentável. Ao todo, foram 23 mil contribuições oriundas de diversos países – quatro mil foram avaliadas por um comitê técnico e as melhores foram incorporadas ao design.começa a ser construído ainda este ano em Niterói, Rio de Janeiro.

arq_72978

Planejada para estar pronta antes dos Jogos Olímpicos do Rio, em agosto de 2016, a casa NO.V.A. funcionará como um living lab, ou seja, moradores temporários testarão diariamente as soluções aplicadas, oferecendo a possibilidade de aprimoramento do projeto.

Entre as tecnologias oferecidas está um conjunto de sensores e equipamentos de controle remoto que permite que as janelas – que possuem vidros que escurecem ou clareiam de acordo com a intensidade do sol – se fechem quando a chuva se aproxima. Há também um piso que usará passos para gerar energia, um biodigestor que produzirá gás de cozinha, a partir de resíduos orgânicos etc.

Cerca de 105% da demanda de energia da edificação, que pleiteia o título de primeira construção na América do Sul a concorrer à certificação Living Building Challenge (LBC), será produzida por painéis instalados no telhado. A energia excedente poderá ser armazenada em baterias de alta capacidade ou transferida para a rede de distribuição local.

O projeto prioriza o uso de materiais inovadores, como madeira com alta capacidade de isolamento térmico. A estrutura será formada por módulos pré-fabricados, reduzindo o tempo de construção e o uso de água e materiais convencionais, como argamassas.

Além disso, a ideia é minimizar em até 85% volume de resíduos e em 80% a emissão de carbono durante a obra, em comparação com uma casa convencional do mesmo tamanho (cerca de 375 metros quadrados).
Publicada originalmente em ARCOweb em 24 de Setembro de 2015

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s