BR Malls tem lucro líquido de R$ 40,561 milhões no 4TRI15, queda de 74% ante o 4TRI14


(Agência Estado) – 14/03/16

A BR Malls registrou lucro líquido de R$ 40,561 milhões no quarto trimestre de 2015, queda de 74% ante os R$ 156,028 milhões apresentados no mesmo período de 2014. No acumulado do ano passado, a companhia reportou ganhos de 18,701 milhões, recuo de 96,3% em relação aos R$ 500,46 milhões de 2014.

Em explicação que acompanha os números divulgados há pouco, a BR Malls afirma que o lucro foi impactado por efeitos não caixa, principalmente a propriedade para investimentos e o imposto sobre as propriedades, variação cambial e marcação a mercado dos swaps do fluxo de caixa sobre sua dívida perpétua. Com isso, o lucro líquido ajustado da BR Malls no trimestre foi de R$ 127,009 milhões, recuo de 9,1% em 12 meses. Em 2015, o lucro ajustado foi de R$ 402,944 milhões, 8,4% a menos que em 2014.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 236,063 milhões nos três últimos meses de 2015, ante 609,121 milhões no mesmo período do ano anterior, queda de 61,2%. No ano, o indicador ficou em R$ 1,451 bilhão, baixa de 16,5%. Já o indicador ajustado ficou em R$ 330,781 milhões no quarto trimestre, recuo de 1,1%. No ano, o Ebitda ajustado registrou R$ 1,152 bilhão, crescimento de 2,9%.

A receita líquida da BR Malls ficou praticamente estável entre os quarto trimestres de 2014 e 2015, passando de R$ 404,169 milhões para R$ 404,196 milhões. No acumulado de 2015, houve um crescimento de 3,7% nas receitas, para R$ 1,446 bilhão.

O lucro bruto da administradora de shoppings no período ficou em R$ 373,373 milhões, ante R$ 375,253 milhões no quarto trimestre de 2014, queda de 0,5%. O fluxo de caixa livre (FFO, na sigla em inglês) ficou em R$ 43,138 milhões entre outubro e dezembro, recuo de 72,8%. O FFO ajustado somou R$ 129,586, 8,9% a menos na comparação anual.

A dívida líquida da BR Malls teve leve queda em três meses, passando de R$ 4,923 bilhões em setembro para R$ 4,919 bilhões em dezembro. O nível de alavancagem da companhia, medido pela relação dívida líquida/Ebitda, passou de 4,37 vezes para 3,72 vezes, na mesma base de comparação.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s