Banco Inter vai lançar dois fundos imobiliários em 2020


(Estado de S.Paulo) – 07/06/20

O Banco Inter planeja lançar ainda este ano dois fundos de investimentos imobiliários (FIIs). A novidade da empreitada é que eles terão gestão passiva, isto é, os ativos dentro das futuras carteiras vão espelhar índices de fundos imobiliários que já fazem uma segmentação do mercado. Ao comprar uma cota, o investidor vai levar uma coleção de outras cotas de segmentos específicos. A iniciativa é inédita no mercado de FIIs, mas bastante comum com ações, área na qual existem os ETFs (Exchange Traded Funds), que são os fundos baseados em índices de ações, como o Ibovespa, por exemplo.

Os futuros fundos do Banco Inter vão se basear em dois índices lançados pela própria instituição no começo deste ano. Um deles é o IFI-E, composto por fundos que investem em imóveis geradores de aluguel, conhecidos como “fundos de tijolo”. Entram aí fundos de shoppings, galpões logísticos, lajes corporativas e hotéis, por exemplo. O segundo índice, IFI-D, é formado pelos fundos que aplicam em títulos do setor, como CRIs e LCIs, lastreados em imóveis, os chamados “fundos de papéis”.

Fundos serão abertos a todos investidores
Os futuros fundos do Banco Inter não terão, portanto, um gestor revisando constantemente o portfólio de ativos. Segundo a economista-chefe do Banco Inter, Rafaela Vitória, a ideia com estes produtos é atrair o investidor que gosta de determinada classe de ativos e quer apostar neles, sem ter de se preocupar em acompanhar mudanças na carteira promovidas por uma gestão ativa. As ofertas serão feitas dentro da Instrução 400 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o que permite a participação de todos os investidores. Já o valor total previsto de captação ainda está sendo estudado.

O plano do banco vem sendo amadurecido há alguns meses e será mantido a despeito dos tempos de crise, pois a visão é que o setor segue atrativo. O mercado de fundos imobiliários seguiu atraindo investidores mesmo após o estouro da pandemia. O total de pessoas nesse mercado subiu de 792 mil em março para 818 mil em abril, de acordo com o boletim mais recente da B3. A atração de novos aplicadores superou até mesmo a desvalorização das cotas.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.