Caixa eleva taxa de juros da casa própria a partir de 1º de outubro


(Estadão) – 21/09/15

Terceira rodada de reajuste no custo do financiamento engloba os imóveis financiados com recursos da poupança; banco diz que elevação reflete o aumento da taxa básica de juros, a Selic
Juros do Minha Casa Minha Vida não serão elevados

A Caixa Econômica Federal voltará a subir as taxas de juros das operações para financiamento de imóveis residenciais contratadas com recursos da poupança. Trata-se da terceira elevação em 2015 das taxas pelo banco estatal, que detém quase 70% do crédito habitacional. Serão corrigidas também as taxas dos financiamentos de imóveis comerciais e mistos.

Os novos juros passam a ser aplicados somente aos imóveis financiados a partir do dia 1º de outubro. A última vez que a Caixa tornou os financiamentos mais caros foi em 13 de abril.

Oficialmente, a Caixa diz que está elevando as taxas por causa do aumento da taxa básica de juros, a Selic. No ano de 2014, as taxas ficaram congeladas.

Nos financiamentos feitos pelo Sistema Financeiro Habitacional (SFH), a taxa balcão – para clientes sem relacionamento com o banco – subirá de 9,45% para 9,9% ao ano. Para quem já tem relacionamento com o banco (correntistas, por exemplo), os juros subirão de 9,3% para 9,8% ao ano.

Os clientes que recebem salário pelo banco vão pagar taxa de 9,5% ao ano, ante 9% definida em abril. A taxa que os servidores públicos que são correntistas do banco passarão a pagar é de 9,5%, contra 9% de abril. Para os servidores públicos que além de correntistas também recebem pela instituição, a Caixa cobrará juros de 9,3% nos financiamentos, ante 8,8%.

Segundo a Caixa, as taxas dos financiamentos contratados com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que incluem os do programa Minha Casa, Minha Vida, não sofrerão reajuste.

Nas operações enquadradas no Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), em que os imóveis têm valores acima de R$ 650 mil a R$ 750 mil, a taxa balcão sobe de 11% para 11,50% ao ano, também em 1º de outubro, para imóveis residenciais. Nos casos de correntistas e servidores, as faixas passarão de 10,20% a 10,70% para 10,50% a 11,20% anuais.

No caso de imóveis comerciais enquadrados no SFI, o aumento será maior, com a taxa balcão subindo de 12% para 14% ao ano.

Além de subir as taxas, a Caixa reduziu de 90% para 80% a cota máxima de financiamento do imóvel no Sistema de Amortização Constante (SAC) e 50% pela tabela Price.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s