Direcional capta R$ 300 milhões através de CRI pioneiro no setor de construção


(Abrainc) – 21/07/22

CRI com rotulagem social e prazo de 10 anos atraiu forte interesse de investidores com excesso de demanda pelos papéis

A Direcional Engenharia concluiu mais uma captação bem-sucedida no mercado de capitais local. A oferta atingiu o valor de R$ 300 milhões via emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI). Os papéis possuem vencimento de 10 anos, prazo raramente observado no setor de incorporação imobiliária. A transação inovadora contou com uma rotulagem Social (alinhada aos Social Bond Principles do ICMA), o que associa a emissão aos impactos socioeconômicos positivos dos projetos em que os recursos serão aplicados. Uma organização especializada no tema ESG (Sitawi) foi contratada para prover um parecer independente quanto ao enquadramento dos Títulos Sociais (Social Bonds) dos CRIs.

Devido à boa recepção dos investidores, o volume inicialmente ofertado de R$ 250 milhões foi acrescido pelo lote complementar de 20%, atingindo um volume final de captação de R$ 300 milhões. Os recursos captados financiarão o desenvolvimento de novos empreendimentos habitacionais com perfil de baixa renda enquadrados no grupo 2 do Casa Verde e Amarela, grupo este que abrange famílias vulneráveis com renda familiar mensal de até R$ 4 mil.

“A Direcional é AAA. Esta operação inédita diz muito sobre quem somos, toda a disciplina que temos na gestão financeira do grupo, nosso foco na eficiência operacional, nas inovações tecnológicas, visão sustentável e, sobretudo, na nossa capacidade de controle e execução das obras. Enfim, o resultado desta oferta é o reconhecimento do mercado em relação aos sólidos alicerces construídos ao longo de 41 anos de história da Companhia”, diz Henrique Paim, CFO da Direcional.

Com a nova emissão, explica o CFO, a Direcional alongou seu prazo médio de dívida substancialmente, superando os 50 meses de duration, um dos mais longos do setor, além de assegurar uma estrutura de capital conservadora e adequada para um negócio de ciclo longo como o da incorporação imobiliária.

Foi a primeira vez que uma companhia aberta do setor imobiliário residencial concluiu com sucesso uma emissão com estas características (seguindo a Instrução Normativa no. 400 da Comissão de Valores Mobiliários – CVM) com venda pulverizada para todos os perfis de investidores, inclusive os de varejo.

Os CRIs foram emitidos pela True Securitizadora lastreados em debêntures da Direcional Engenharia.
A liquidação financeira ocorreu neste dia 04 de julho. A remuneração dos investidores é de IPCA+6,4899% aa, com juros semestrais e amortizações no oitavo, nono e décimo anos.

Concomitantemente, a Companhia contratou uma operação de swap de taxa de juros para substituir o indexador da dívida para CDI+1,22%aa, patamar extremamente competitivo no mercado atual. Os coordenadores da oferta foram XP, Santander e Itaú BBA.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.